POLO TECNOLÓGICO DO OESTE CATARINENSE
Telefone: (49) 3324.4342 Email: deatec@deatec.org.br

NOTÍCIAS DO DEATEC

Fique por dentro de tudo que acontece no setor de TIC no oeste de Santa Catarina relacionado ao DEATEC

Deatec promove palestra sobre a indústria 4.0

22/09/2017 14:51:08

Evento será no dia 03 de outubro na Cantina Cesec, a partir das 19 horas, com o diretor regional do SENAI/SC Jefferson de Oliveira Gomes


Uma nova revolução industrial está em curso, alterando a forma de produção de diversos setores da economia e modificando o sistema de trabalho. A cada dia, novas tarefas são absorvidas pela automação, profissões estão sendo extintas, dando lugar a novos empregos que até então não existiam. Mudanças que transformam novamente a maneira como o mundo funciona, proporcionando crescimento econômico, gerando empregos mais qualificados e elevação dos padrões de vida.

Esse movimento, conhecido como Indústria 4.0, internet industrial, indústria avançada ou manufatura avançada se tornou conhecido a partir de 2011 e tem como base a digitalização, inteligência artificial, sensoriamento, robótica colaborativa e manufatura híbrida. Deve trazer benefícios como redução de custos, economia de energia, aumento da segurança, conservação ambiental, redução de erros, fim do desperdício, transparência aos negócios, aumento da qualidade de vida e customização de produtos e serviços.

Outro benefício esperado é a redução dos custos de processamento, armazenamento e transmissão de dados. Até 2020, mais de 50 bilhões de objetos – ou sete vezes a população mundial – estarão interconectados, promovendo negócios estimados em 32 trilhões de dólares. Mais relevante do que o volume de recursos movimentados, entretanto, é que a hiperconectividade está modificando a sociedade e a economia. Com a possibilidade de aquisição e tratamento de dados de forma praticamente instantânea, a tomada de decisões ocorre em tempo real, com rapidez e eficiência.

Na prática, a Indústria 4.0 já está no cotidiano de muitas pessoas. Um exemplo dessa nova realidade está nos aplicativos de orientação de trânsito dos smartphones. Com inúmeros usuários acessando on line (hiperconectividade), o serviço colhe informações sobre o fluxo nas diversas vias (sensoriamento e big data) e toma decisões calculadas com base na análise das variáveis (inteligência artificial) ao sugerir a melhor alternativa de trajeto para cada usuário (customização).

Para o diretor regional do SENAI/SC Jefferson de Oliveira Gomes, as mudanças trazidas pela Indústria 4.0 modificam não apenas a forma de produção, mas também os valores para as empresas e as pessoas. “As novas tecnologias alterarão profundamente o mercado de trabalho. 30% dos empregos atuais não existiam dez anos atrás e 65% das crianças hoje executarão empregos que não existem atualmente”, destaca.

As perspectivas desse novo cenário serão tratadas na palestra: Indústria 4.0 Avançada, Um Ponto de Inflexão. Realizada pela Associação Polo Tecnológico do Oeste Catarinense (Deatec), com o apoio de entidades como FIESC, SENAI, Badesc e Sicredi, será ministrada pelo diretor regional do Senai/SC. O evento ocorre no dia 03 de outubro (terça-feira), na Cantina Cesec, a partir das 19 horas. Os ingressos custam R$ 30,00. Interessados podem se inscrever pelo site: www.deatec.org.br/cursos.

SOBRE O PALESTRANTE

Jefferson de Oliveira Gomes é graduado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Possui mestrado em Engenharia Mecânica pela UFSC e doutorado pela UFSC em cooperação com a RWTH-Aachen, Alemanha.

Desde janeiro de 2004 atua como professor da Divisão de Engenharia Mecânica- Aeronáutica do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). É também coordenador do Centro de Competências em Manufatura (CCM – ITA). Orienta pesquisas na pós-graduação (doutorado e mestrado) e na graduação, sendo pesquisador bolsista Produtividade em Pesquisa pelo CNPQ. Tem experiência industrial e acadêmica na área de Engenharia Mecânica, atuando principalmente nos seguintes temas: análise de desempenho organizacional e tecnológico de plantas industriais, auxílio à tomada de decisões industriais, sustentabilidade em processos de fabricação e gestão da inovação. Entre agosto de 2011 e dezembro de 2014 atuou como Gerente Executivo do Departamento Nacional do SENAI para Tecnologia e Inovação. Desde fevereiro de 2015, é também Diretor Regional do SENAI/SC. Atua também como consultor da Unesco para o grupo de trabalho sobre Manufatura Avançada – MDIC/MCTI/CNI/ANPEL.