POLO TECNOLÓGICO DO OESTE CATARINENSE
Telefone: (49) 3324.4342 Email: deatec@deatec.org.br

NOTÍCIAS DO DEATEC

Fique por dentro de tudo que acontece no setor de TIC no oeste de Santa Catarina relacionado ao DEATEC

Empresa associada à Deatec desenvolve tecnologia inovadora para tratamento de efluentes

15/08/2017 16:35:49

Kemia foi selecionada no edital de Inovação para a Indústria e receberá recursos para continuar a pesquisa

Oferecer sistemas mais compactos, eficazes e fáceis de operar para tratamento de efluentes é o objetivo da empresa chapecoense Kemia Tratamento de Efluentes. Os sócios pesquisam há cerca de dois anos o tratamento de amônia com eletrooxidação. A empresa, associada à Associação Polo Tecnológico do Oeste Catarinense (Deatec), atua com uma equipe multidisciplinar no projeto “Eletrooxidação direta da amônia” que foi inscrito no edital de Inovação para a Indústria, uma iniciativa que valoriza a prática da inovação, financiando o desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços.

De acordo com dois dos sócios, Rafael Celuppi e Ricardo Leidens, os métodos tradicionais de tratamento de efluentes geralmente demandam grandes áreas ou elevado consumo de energia elétrica tanto em aterros sanitários como em frigoríficos, indústrias químicas e farmacêuticas, na criação de suínos, entre outros. “O mercado apresenta carência de tecnologias para a remoção da amônia que conciliem baixo custo, espaço e alta eficiência”, frisa Celuppi.

O sistema desenvolvido pela Kemia usa eletrodos para tratar a amônia. “Esses eletrodos têm princípio ativos que são ativados pela passagem de corrente elétrica para fazer o tratamento”, explica. A empresa já realizou testes no sistema e comprovou seu funcionamento. “Os processos pesquisados até o momento utilizam eletrodos de material com custos elevados, tornando o aumento da escala economicamente inviável. Com o valor do edital, vamos pesquisar, junto com instituições de pesquisa, eletrodos mais baratos e com produção escalável para disponibilizar essa tecnologia ao mercado a um custo competitivo”, relata Celuppi. De acordo com ele, o prêmio é um marco para a empresa que trará mais tecnologia inovadora no Brasil em um curto espaço de tempo.

Empresas de qualquer porte puderam se inscrever nas seis categorias do edital. No total, R$ 53,6 milhões em aportes serão disponibilizados por meio de parceria entre o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Serviço Social da Indústria (SESI). A Kemia foi contemplada na Categoria B que estimula o desenvolvimento de novos produtos, processos e serviços inovadores em micro e pequenas empresas, startups de base tecnológica e microempreendedores individuais. O projeto pode ser realizado em até 24 meses com financiamento de R$ 400 mil, mais contrapartida da empresa.

A Deatec apoia iniciativas que promovam a tecnologia na região. De acordo com o presidente André Telöcken, a inovação é também sinônimo de atitude para resolver problemas. “O desenvolvimento de negócios inovadores movimenta a economia regional e proporciona melhor qualidade de vida”, realça.

A EMPRESA

Fundada em 2016, a Kemia desenvolve soluções para tratamento de efluentes, esgotos e chorume, atuando no projeto, produto, implantação e operação do sistema. As principais tecnologias oferecidas são eletrocoagulação/eletrofloculação, eletrooxidação e eletrofenton. As vantagens do sistema da empresa são eficiência alta e imediata, área de implantação reduzida e operação simples e econômica.